quinta-feira, 1 de abril de 2010

Aqui


ninguém ignora que os lagos gelam a partir das margens
e o homem a partir do coração


Luis Miguel Nava