domingo, 30 de maio de 2010

Silêncio


Silêncio, e depois.

Quis dizer-lhe que o amava.

Gritá-lo.

É tudo.

Marguerite Duras

2 comentários:

  1. também não é preciso mais...
    beijo

    ResponderEliminar
  2. talvez ele o quisesse ter escutado, também... em verve e não em silêncio.
    é tudo.
    um beijo!

    ResponderEliminar