terça-feira, 25 de outubro de 2011

Viagens íntimas




E vou-me embora com ar de borboleta triste, depois da chuva, e volto mais tarde de peito cheio de rosas.


Manuel Cintra