domingo, 13 de setembro de 2015




Vêm aí dias mais duros. 
 O tempo provisoriamente adiado
 aparece já no horizonte. 
 Em breve terás que laçar os sapatos
 e prender os cães nos quinteiros.
 As entranhas dos peixes
 terão arrefecido ao vento. 
 Já se apaga o fulgor dos tremoceiros. 
 O teu olhar sonda a névoa: 
 o tempo provisoriamente adiado
 aparece já no horizonte. 
 Ao longe a tua amada enterra-te na areia, 
 que lhe cobre os cabelos soltos,
 lhe corta a palavra, 
 lhe ordena que se cale, 
 e a acha mortal
 e disposta ao adeus 
 depois de cada abraço.
 Não olhes para trás. 
 Aperta os sapatos. 
 Corre com os cães. 
 Atira ao mar os peixes. 
 Apaga os tremoceiros! 
 Vêm aí dias mais duros.






 Ingeborg Bachman