sexta-feira, 17 de abril de 2020

amor.amor



Hoje estava à tua espera
 e não vieste.
 E sei bem o que significa a tua ausência, 
a tua ausência que alvoroçava
 o vazio que deixaste, 
como uma estrela. 
Dizes que não me queres amar. 
Como uma tempestade de verão
 que se anuncia e depois se afasta,
 assim te negaste à minha sede.
 O amor, ao nascer,
 tem destes arrependimentos inesperados. 
Em silêncio
 nos entendemos. 

 Amor, amor, como sempre, 
quisera cobrir-te de flores e de insultos 






 Vincenzo Cardarelli

Sem comentários:

Enviar um comentário