domingo, 12 de abril de 2015

o amante




Posso ter inventado tudo, menos o fulgor perfeito
 dos nossos corpos juntos. 
Uma vida inteira não basta para apagar da pele
 o peso magnifico desse fulgor 
Só sexo, disseram- me as amigas intimas,
 quando eu chorava com elas a saudade do êxtase.
 Só sexo, fogo e palha,talvez tenham razão. 
Mas é disso que trata a vida, a minha vida: Só sexo. 
Contigo. 




 Inês Pedrosa